O futebol americano e os logotipos

Por Plinio Ricca em 25/01/2018

Bastam dois minutos de boa conversa para descobrir que uma das minhas paixões é o futebol americano. Além de ser curioso e incomum – embora os números demonstrem que os fãs brasileiros têm aumentado exponencialmente–, essa paixão vai além do próprio esporte. Sempre me encantou como todos os elementos visuais do jogo, desde o campo até as chamadas de televisão, são abraçados por uma identidade muito forte, além de todo o capricho e cuidado em cada detalhe.

Quando criança, era comum em minha cidade encontrar pessoas vestindo bonés, moletons e adesivos com as marcas de times de esportes norte-americanos. E para mim, era um passatempo identificar esses times e esporte à que pertenciam. Geralmente a dica estava no próprio logo da liga à qual o clube correspondia.

Essa diversão me ajudou a desenvolver diversos aspectos relevantes na minha profissão, e também me aproximou do esporte que tanto gosto. Uma bolinha de pelúcia estampada com o logo de um time de futebol americano me fez estreitar laços de mais de 15 anos com o time que se tornou parte do meu cotidiano.

Porém, mais importante do que a paixão e representação, essas marcas fazem parte de um negócio gigantesco. E não é a toa que são caprichosamente desenvolvidas: atualmente, a maioria dos logos dos times atendem aos aspectos comerciais mais importantes e às práticas mais atuais do design, para atingir conceitos como legibilidade da marca e a sua usabilidade, possibilitando inúmeras opções de reprodução e versões alternativas para todas as ocasiões.

Essas práticas de branding ou identidade visual são temas atuais que devem permear a cartilha de desenvolvimento de uma boa marca pelos designers. Mas como este é um assunto "cabeludo", ilustro para ser mais objetivo e mostrar como isso funciona na prática.

Abaixo está o logo do time de futebol americano Carolina Panthers e suas variações disponíveis para a utilização da marca:

Essas variações permitem que a marca seja sempre visível e reconhecida, não importa o suporte (tela, tecido, lona, etc) e que as variações tipográficas se mantenham dentro do leque do branding através de cores, que nesse caso são tons específicos de azul, preto e cinza.

A maioria dos logos atuais da liga de futebol americano passaram por renovações nos últimos 10 anos para atender as novas demandas das as redes sociais, smartphones e telas de alta definição. Isso reforça a importância atual de ter uma marca que além de linda, funcione em qualquer mídia onde for aplicada.

Receba em primeira mão nossas novidades, posts e promoções por email!

Enviando …

Erro.

Email recebido.

© 2018 Sopros - Todos direitos reservados

Receba em primeira mão nossas novidades, posts e promoções por email!

Enviando …

Erro.

Email recebido.

© 2018 Sopros - Todos direitos reservados